Início do Conteúdo Principal

Conhecendo a Região

A toscana

A Toscana ou Toscânia é uma região da Itália central com cerca de 3,7 milhões de habitantes e 22.997 km² , cuja capital é Florença.
Tem limites a noroeste com a Ligúria, ao norte com a Emília-Romagna, a leste com Marcas e Úmbria e ao sul com o Lácio. A oeste seus 397 km de litoral são banhados pelo Mar Lígure e o Mar Tirreno.
A Toscana administra ainda as ilhas do Arquipélago Toscano, a principal das quais é a Ilha de Elba. A Toscana é uma das maiores regiões italianas em território e número de habitantes.
A região da Toscana apresenta uma forma triangular. Situa-se à Itália central engloba cidades como Pisa, Siena, Firenze (Florença), Assis, Arezzo entre outras menores. É banhada pelo Mar da Ligúria e o Mar Tirreno. No relevo da região, predominam os morros e colinas bem como importantes formações montanhosas. As áreas de planície são relativamente poucas.
O Monte Pisanino (1.946 metros), nos Alpes Apuanos, é o ponto culminante da região. Ao longo da costa existem numerosas ilhas, incluindo Elba, a terceira maior ilha italiana em extensão. O principal rio é o Arno, que atravessa as cidades de Florença e Pisa.
Do Brasil não existe voo direto para Firenze, a porta de entrada mais comum para os Brasileiros é Roma ou Milão. Na região da Toscana o aeroporto mais próximo é em Pisa, porém os vôos são internos.

Firenze

A população de Firenze é de aproximadamente 370.000 - 375.000 pessoas e é a estimada capital da Toscana com São João Batista sendo o santo padroeiro da cidade. Fundada no primeiro século antes de Cristo, também foi uma vez a área de aposentadoria para os soldados romanos durante o Império Romano. Desenvolveu-se como uma meca cultural sob a família Medici.

Além da família Medici que governou Firenze, a toscana é berço de personagens famoso, tais como Dante Alighieri (poeta nascido em Firenze, responsável pela criação da língua italiana). Michelangelo (pintor, escultor, nascido em Caprese província de Arezzo, considerado um dos maiores criadores da história da arte do ocidente), Leonardo da Vinci (gênio, inventor, escultor, pintor e estudioso do corpo humano, nascido em Vinci província de Firenze), Galileo Galilei (físico, matemático, astrônomo e filosofo, nascido em Pisa).

Devido a todos e eles e tantos outros, que passaram por Firenze desenvolvendo seus trabalhos e estudos, a toscana e a região de Firenze foi colocada no mapa e na história como o berço do renascimento.

Por ser o berço do renascimento e a capital da Toscana e estar bem localizada, escolhemos Firenze como base, partindo dali se pode visitar as principais cidades da Toscana.

Siena

Segundo a mitologia romana, Siena foi fundada por Sénio, filho de Remo, e podem-se encontrar numerosas estátuas e obras de arte mostrando, tal como em Roma, os irmãos amamentados pela loba. Foi um povoamento etrusco e depois colónia romana (Saena Julia) refundada pelo imperador Augusto. Era, contudo, uma pequena povoação, longe das rotas principais do Império. No século V, torna-se sede de uma Siena cristã.

Siena rivalizou no campo das artes durante o período medieval até o século XIV com as cidades vizinhas. Porém, devastada em 1348 pela Peste Negra, nunca recuperou o seu esplendor, perdendo também a sua rivalidade interurbana com Florença. A Siena actual tem um aspecto muito semelhante ao dos séculos XIII-XIV. Detém uma universidade fundada em 1203, famosa pelas faculdades de Direito e Medicina, e que é uma das mais prestigiadas universidades italianas.

Em 1557 perde a independência e é integrada nas formações políticas e administrativas da Toscana.

Palio di Siena é uma corrida de cavalos na Piazza del Campo, no centro da cidade de Siena que ocorre nos dias 2 de julho e 16 de agosto, desde o século XVII.

Um total de 18 bairros (contrada) participam desta corrida, que desfilam pela praça Piazza del Campo com trajes tradicionais (chamados monturas) e bandeiras, mas a corrida em si é feita somente por dez cavalos, cada um de uma contrada, de três regiões da cidade, que são escolhidos por sorteio. Cada bairro tem suas cores e hino. Ganha o cavalo que chegar primeiro, após três voltas ao redor da praça, mesmo que o jóquei já tenha caído. O prêmio é um estandarte (palio) criado exclusivamente para cada evento, por um artista local ou de fora. Nos dias de corrida os habitantes e turistas concentram-se no centro da Piazza del Campo para assistir ao evento. As arquibancadas ao redor da praça ficam cobertas de apoiantes organizados (contradaiolos) que cantam os hinos de cada contrada. As 18 contradas são: Aquila, Bruco, Civetta, Chiocciola, Drago, Giraffa, Istrice, Leocorno, Lupa, Nicchio, Oca, Onda, Pantera, Selva, Tartuca, Torre e Valdimontone.

Desenvolvido com por W3 Corp